segunda-feira, 20 de outubro de 2008

A estrada vai muito além do que se vê.


O ser humano tem o dom de complicar coisas simples. Passamos boa parte da vida em busca do amor perfeito e quando encontramos, ficamos com tanto medo de perdê-lo que resolvemos possuí-lo. Sempre acreditei no amor livre. Aquele que motiva, que te faz querer ver o outro bem, que vibra com suas vitórias, que não dá espaço para cobranças bobas. Mas não é fácil. Queremos nos sentir amados, correspondidos. Confiar nos sentimentos de alguém nem sempre é fácil. Como saber o que se passa dentro do outro? Cada um sabe de si. E por isso mesmo às vezes nos vemos tentados a aprisionar. O medo do amanhã nos faz estragar o hoje. Eu mesma já fiz isso uma dúzia de vezes. A verdade é que o negócio é deixar rolar. Se você dá o melhor de si, não tem com o que se preocupar. Sua companhia será adorável, seu amor vai querer estar sempre ao seu lado, e se não quiser, paciência... O que se pode fazer? Entender e seguir em frente. O máximo que pode acontecer é você encontrar a felicidade em outro lugar.

Enfim...

2 comentários:

Babi disse...

Ah, o amor é sempre algo complicado para alguns seres. O mais importante é sempre aproveitar o momento sem ter medo do que vem depois. Pé no chão também é garantia de longevidade... pé no chão, mas alma leve como o vento para que os sonhos não se percam nunca, né, Helenzinha? Sabemos o quanto sonhar faz bem...
Beijão pra vc ^^

Helen disse...

Don't worry! Be happy!