domingo, 23 de novembro de 2008

Tempo de sobra.

Tempo. Tão necessário e tão corrido. Precisei dar um tempo. Um tempo de mim, de nós. Precisei de mais tempo para aprender que tempo, cada um tem o seu. Cada coisa tem seu tempo.
O tempo foi generoso comigo dessa vez. Não precisei de muito para perceber o quanto é bom se sentir amado, seja do jeito que for, de preferência de um jeito leve, sem tempo certo pra acabar.
Agora meu tempo não é só meu... é seu... é nosso... e de quem mais quiser. Tempo de dividir. Dividir para depois somar.
Estou de volta. E com tempo de sobra para amar.

3 comentários:

Cavaleiro do Luar disse...

Seja bem-vinda de volta!
E o tempo é tudo de bom!
Nos ensina
Nos espera
Nos aceita
Nos receita
Nos dá um sinal
Que tudo pode ser melhor
com o tempo!

Beijos, mana!

Babi disse...

É dessa Helen que eu sempre me referi! Beijos, querida! É bom ter você devolta! :)

Cavaleiro do Luar disse...

E pensar que o mundo poderia ter acabado...
E eu nem teria tempo...
Pra te dizer:
Te amo!