sábado, 20 de dezembro de 2008

Haja Hoje para tanto Ontem!

Diante dos últimos acontecimentos, tudo o que tenho o que me vem à cabeça são uns versos de Paulo Leminski...

Amor, então,
também, acaba?
Não, que eu saiba.
O que eu sei é que se transforma
numa matéria-prima que
a vida se encarrega de
transformar em raiva.
Ou em rima.

Se relacionar não é fácil. É preciso ter paciencia, é preciso se doar sem esperar nada em troca. Rompimentos são dolorosos. Não é fácil desfazer laços. Quando uma pessoa passa por nossa vida ela nos marca para sempre. Ninguém vai embora sem deixar pegadas no nosso caminho. Eu, particularmente, tenho dificuldades em aceitar rompimentos. É difícil pra mim me desvincular. Mas estou aprendendo que nem todo mundo entra na nossa vida pra ficar. Algumas estão de passagem. Elas aparecem para nos ensinar algo e quando aprendemos a lição, se vão. Ficam o tempo necessário. Acho que tudo dura o tempo suficiente e cabe a nós prolongar ou não qualquer tipo de sofrimento.
Enfim...

2 comentários:

rodolfo disse...

é acho que tudo tem um certo tempo pra durar, se passou deve ter servido pra você aprender algo sobre todos esses sentimentos, tem gente que não fica né... mas tem outras que voltam <3

Luciano disse...

que bonitinho o que a pessoa de cima falou....
ele tem razao