quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Entre tentativas e grandes encontros.

Sabe, sou muito prática. Não gosto de complicações. Nunca gostei. Sou chegada em gente simples, sem muitas neuras. Se gosta, gosta e pronto. Não tem essa de 'mas'... Acho que perdemos muito tempo inventando problemas e empecilhos para adiar nossa felicidade. A vida é muito simples, as pessoas é que são complicadas. Acho que numa relação os dois têm que estar dispostos a se doar. Ninguém ama sozinho. Não dá! Cansa. E não é justo. Sentimentos não são brinquedos. Não é legal ficar iludindo alguém quando se sabe que não tem condições de corresponder as suas expectativas. É covardia. No mundo existe infinitas possibilidades. Pode parecer piegas, mas acredito que nessa vida cada um de nós tem uma pessoa especial tentando nos encontrar. Esses lances que acontecem, sem muita importância são grandes enganos. Servem para nos preparar para o momento do grande encontro. Sei lá, acredito mesmo nisso. Como acredito no amor verdadeiro e acima de tudo no amor-próprio. É isso.
Enfim...

2 comentários:

Sandy disse...

O primeiro amor acima de tudo
O Amor-Proprio
rsrsrs
Simples assim

Samuel Quintans disse...

Tem uma surpresinha te aguardando lá no meu blog....o que será? Um prêmio? Sei lá! rs rs rs

Beijos

Te amo