terça-feira, 3 de março de 2009

Pequenos grandes atos.

Nos pequenos detalhes se conhece a verdadeira essência das manifestações, das posturas, das mensagens, de tudo. Quando pequenos ouvimos os ditos populares, nas frases ao mesmo tempo diretas e subliminares: 'Nos pequenos frascos os grandes perfumes' ou 'Pelo dedo do pé se conhece o gigante'. Creio que estas mensagens ficaram realmente gravadas em nossas mentes. Na nossa comunicação a verdade se transmite através da expressão corporal quando os pequenos gestos, detalhes de postura, sinalizações de mãos e dedos, olhares ou tom de voz fazem a diferença. A cara carrancuda não esconde a mágoa ou mal humor de quem não está de bem com a vida naquele momento. Nós somos transparentes e por mais que desejemos demonstrar o que não somos ou queremos ser, os pequenos detalhes nos entregam.
Nós somos nossos grandes amigos e/ou inimigos e os nossos bons ou mal hábitos nos escravizam muitas vezes à circunstâncias difíceis ou agradáveis. Identificar em nós mesmos estes pequenos detalhes de nossos hábitos talvez nos leve a grandes descobertas.
Quantos pequenos detalhes nos dão prazer e um relacionamento gostoso conosco e com os outros, e quantos nos arrasam em nossas viagens internas ou relacionamentos com os demais? Eu, particularmente, prezo muito mais as pequenas coisas, do que as grandes atitudes.
Enfim...

Nenhum comentário: