sexta-feira, 11 de setembro de 2009

É, tô aqui.


Sinto saudade, mesmo estando aqui. Sinto saudade daquele friozinho na barriga. Do primeiro beijo. De quando tudo era novidade, até mesmo os defeitos. O tempo, que passava depressa. Promessas, planos, sonhos, futuro...
Conviver nunca foi mesmo um verbo fácil de conjugar. Contas, trabalho, a louça na pia... Dizer pra onde vai, com quem vai e porque vai.
Sinto saudade. De momentos simples. De gestos incondicionais. Da certeza.
Sinto saudade, mesmo estando aqui.

Enfim...

3 comentários:

Samuel Quintans disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Samuel Quintans disse...

Muitas vezes idealizamos coisas e descobrimos que o segredo de uma relação a dois e descobrir que quando estamos com alguem formamos uma terceira pessoa, chamada casal.

Entao descobrimos que o equilibrio está em respeitarmos a individualidade dessas tres pessoas.
A sua, a do outro e a do casal!

Siga em frente e comece a ficar atenta aos detalhes.

Beijos!

Samuel Quintans disse...

Muitas vezes idealizamos coisas e descobrimos que o segredo de uma relação a dois e descobrir que quando estamos com alguem formamos uma terceira pessoa, chamada casal.

Entao descobrimos que o equilibrio está em respeitarmos a individualidade dessas tres pessoas.
A sua, a do outro e a do casal!

Siga em frente e comece a ficar atenta aos detalhes.

Beijos!