segunda-feira, 7 de maio de 2012

Quebrada.

Minha  vontade agora era de abrir a porta da minha casa, depois o portão, e sair correndo, correndo sem rumo e só parar quando o que eu sinto aqui dentro tivesse desaparecido. Minha vontade é de sumir e só voltar quando conseguir olhar pra trás e não sentir mais nada.
Eu sinto como se cada lágrima tenha sido desperdiçada. Cada abraço, cada "eu te amo"...  A sensação que eu tenho é que não vou mais conseguir parar de chorar.
E o choro não é pelo que já havia acabado há anos, é pela mentira, pela covardia... As pessoas se tornam cruéis quando deixam de amar. Mas aí me pergunto: dá pra deixar de amar?
Sei lá, acho que amor de verdade não acaba não. Enganos sim, esses a gente encontra aos montes pela vida. Mas amor...  eu acredito que não morre.
Sim, me sinto enganada e me sinto estúpida.
Essa criatura pode até ter entrado na minha vida pra me fortalecer pelo sofrimento que me causou, mas meu desejo agora é de voltar no tempo e nunca se quer ter retribuído o "oi".
Passou pela minha vida destruindo tudo. E agora levarei um bom tempo para me reconstruir.
Enfim... 


2 comentários:

Garota Mania disse...

é eu sei bem como é isso tudo, não é fácil mas tudo passa por incrível que pareça e isso agente aprende só depois que toma algumas vezes na cara. bjs bjs http://virersemlimites.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

Por maior que seja a sua dor, saiba que nesse momento, existe alguém que até trocaria de lugar com você, se pudesse... cada um tem a sua força. Você é muito especial (por um motivo muito meu!). Tudo a seu tempo. Encontre sua paz, e... seja você!