domingo, 7 de outubro de 2012

Falta alguma coisa.

Ontem eu sonhei com você. Foi tão real que me virei pra te abraçar. Me bateu um vazio tão grande ao ver o seu lado da cama vazio.
Será que vai ser pra sempre assim? Esse "falta-alguma-coisa"?

Estou bem. De verdade. Não sofro mais. Tenho plena certeza de que tomamos a decisão certa. Acho que tem gente que não nasceu pra ficar junto. Vai ver é o nosso caso.

Mas aqui, nessa casa - mesmo com todas as suas fotos escondidas numa pasta, dentro de outra pasta e de outra pasta, no computador ou fora dele; Mesmo tendo levado todas as suas coisas, mesmo os móveis realojados - é impossível não lembrar.

É impossível não lembrar também de todas as coisas ruins. Das brigas, das lágrimas, do descaso. E quando sinto aquele "falta-alguma-coisa", é à essas coisas que me apego.

Estou melhor sem você. Aliás, não estou melhor, estou sendo apenas eu! É triste pensar que tivemos que nos afastar para que eu pudesse ser eu mesma.

Estragamos algo muito especial e grandioso. Talvez tenhamos que carregar esse peso pro resto de nossas vidas. E esse "falta-alguma-coisa", vai ficar em nós até que a lacuna seja preenchida pelo perdão ou por outra história. 

Enfim...

2 comentários:

Francisco. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tassyane Nunes disse...

Não será sempre assim, não será. O sentimento de faltar algo ou alguém nos machuca, mas é bom ver que isso não faz mais sofrer.

Adorei o texto, tu escreves muito bem!